Anúncios
Deixe um comentário

Série B – Londrina 0 x 3 Inter – É assim que tem que ser!

galeria_foto_7aae2fca05f939c0028a26f134d3588e

Com D’Ale em campo a história será diferente no Brasileirão 2017 – FOTO: Ricardo Duarte – Inter Divulgação

Finalmente começou a competição foco do ano de 2017 para nós colorados – a maldita Série B. E começou do jeito que espero que acabe, o Inter mandando no jogo e aplicando goleada no fraco Londrina.

É claro que não será sempre essa barbada, mas não posso aceitar que um clube como o Internacional, com o elenco e estrutura que tem, sofra para sair da série B. Espero e acredito que o Inter estará de volta à série A, com algumas rodadas antes do final e com um aproveitamento perto dos 80% ou mais.

D’Ale de pênalti e Nico López duas vezes marcaram para o time do Inter, garantindo a primeira vitória na competição e encaminhando o primeiro lugar na tabela!

Ficha técnica:

Londrina (0): Zé Carlos; Lucas Ramon, Silvio, Matheus e Ayrton; França (Robinho), Jardel, Fabinho (Marcinho) e Celsinho (Rômulo); Artur e Jonatas Belusso. Técnico: Claudio Tencati.

Internacional (3): Daniel; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel (Iago); Rodrigo Dourado, Fabinho, Felipe Gutiérrez e D’Alessandro; Nico López (Carlos) e Marcelo Cirino (Diego). Técnico: Antonio Carlos Zago.

Gols: D’Alessandro (I), de pênalti, aos 19min do primeiro tempo, Nico López (I), aos 37min do segundo tempo e aos 3min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Fabinho, D’Alessandro (I); Silvio, Lucas Ramon, Artur (L).

Arbitragem: João Batista de Arruda, auxiliado por Luiz Antonio Muniz de Oliveira e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ).

Local: Estádio do Café, em Londrina-PR.

Anúncios
Deixe um comentário

Gauchão 2017 – O Hepta já era… – Inter 1 (1) x (3) 1 NH

Infelizmente a sequência de títulos do campeonato gaúcho do Inter (os 6 últimos desde 2011) foi quebrada pelo bom time do Novo Hamburgo, onde esse sagrou-se campeão de forma justa, após ter liderado de ponta a ponta a fase de grupos e ter eliminado o grêmio na semifinal.

Para nós colorados, resta a decepção e a raiva de ainda ver Ernando no time. Mas quem sabe essa derrota e quebra da hegemonia colorado aqui nos pampas não fosse necessária, ainda mais quando o nosso principal objetivo do ano (a série B), começará no próximo final de semana. Acredito que se tivéssemos ganho o gauchão 2017, estaríamos mascarando as ineficiências do nosso time, bem como as burrices e invencionices do nosso treineiro. As vezes, cair do cavalo se faz necessário…

Ficha técnica:

Novo Hamburgo (1)(3): Matheus; Léo, Júlio Santos, Pablo e Assis (Léo Carioca); Amaral, Jardel, Preto e Juninho; Branquinho (Lucas Santos) e João Paulo. Técnico: Beto Campos.

Internacional (1)(1): Danilo Fernandes; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Ernando (Carlos)(Diego); Rodrigo Dourado, Edenilson (Valdívia), D’Alessandro e Uendel; Nico López e Brenner. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Gols: Ernando (contra, NH), aos 21min do primeiro tempo, Rodrigo Dourado (I), aos 3min do segundo tempo.

Cartões amarelos: D’Alessandro (I); Pablo, Júlio Santos (NH).

Arbitragem: Leandro Vuaden, auxiliado por Rafael Alves e Élio Nepomuceno.

Local: Centenário, em Caxias do Sul.

Deixe um comentário

Gauchão 2017 – Final (1º jogo) – Inter 2 x 2 NH

Mais uma vez nosso “treineiro” escalou mal o time, começando o jogo com 3 volantes (sendo um deles o contestado Anselmo), mesmo jogando em casa e contra um time de certa forma inferior ao Inter, se considerarmos investimento financeiro e plantel. Saímos atrás do marcador, conseguimos empatar, daí ficamos atrás do marcador de novo por uma falha do nosso terceiro goleiro e finalmente conseguimos o empate através de uma bela jogada do D’Ale e um toque preciso de Nico López, na saída do goleiro do NH.

O resultado não foi de todo ruim, pois o time do Novo Hamburgo está muito bem montado e organizado, dessa forma iremos para o segundo jogo da final (fora de casa), buscando uma vitória simples para levarmos o hepta. Porém a notícia ruim do dia veio ao final do jogo, quando o nosso terceiro goleiro, que havia nos colocado na final após as defesas de penalidades na semi-final, saiu de campo com uma lesão grave no cotovelo. Assim, estamos sem um goleiro 100% para a final do próximo domingo. Algo inimaginável, inusitado e acredito que inédito no cenário do futebol nacional – os nossos 3 goleiros inscritos no Gauchão estão lesionados – dessa forma Danilo ou Lomba terão que entrar no sacrifício na grande final.

Quem deu show no domingo foi a torcida colorada, que praticamente lotou o Beira Rio e incentivou o time do início ao fim. As arquibancadas do Beira-Rio receberam 43.158 torcedores (38.226 pagantes) na partida que registrou o maior público do ano até agora no Gigante. Foi também o maior público entre toda as decisões de campeonatos estaduais do Brasil, superando clássicos entre Fluminense e Flamengo, no Maracanã, e Cruzeiro x Atlético-MG, no Mineirão, que receberam pouco mais de 40 mil torcedores.

galeria_foto_73725238de02a163624df3253676c0bd

FOTO: Mariana Capra – Inter Divulgação

Ficha técnica:

Internacional (2): Keiller (Marcelo Lomba); William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel; Anselmo (Roberson)(Valdívia), Rodrigo Dourado, Edenilson e D’Alessandro; Carlos e Nico López. Técnico: Antonio Carlos Zago.

Novo Hamburgo (2): Matheus, Léo, Júlio Santos, Pablo e Assis; Amaral (Tiago), Jardel, Renan e Juninho; Branquinho (Lucas Santos) e João Paulo. Técnico: Beto Campos.

Gols: João Paulo (NH), aos 17min do primeiro tempo, Matheus (I, contra), aos 7min do segundo tempo, Assis (NH), aos 22min do segundo tempo, Nico López (I), aos 37min do segundo tempo.

Cartões amarelos: D’Alessandro, Uendel (I); Léo, Branquinho (NH).

Total Público: 43.158
Pagantes: 38.226.
Menores: 3.543..
Não pagantes: 1.389.
Renda: R$ 1.924.570,00.

Arbitragem: Anderson Daronco, auxiliado por Lúcio Flor e Leirson Martins.

Local: Beira-Rio.

Deixe um comentário

Gauchão 2017 – Inter em mais uma final

Inter perde no tempo normal para o Caxias (0 a 1), porém vence nos pênaltis (5 a 3) e vai a mais uma final de Gauchão, a décima seguida.

O Caxias devolveu o placar de 1 a 0, do primeiro jogo em Porto Alegre e com isso levou a decisão para os pênaltis. Porém a história poderia ter sido muito diferente, caso não tivesse brilhado a estrela de Keiller. Quem? Keiller? É, isso mesmo que tu leu!!! Keiller, o nosso terceiro goleiro reserva. Após Marcelo Lomba ter brilhado na última quarta-feira, ao defender um dos pênaltis e dar a classificação ao Inter em cima do Corinthians, na Copa do Brasil, dessa vez ele não teve sorte. Sofreu uma lesão na coxa, logo aos 5 minutos de jogo. Com isso Keiller foi pro jogo e salvou o colorado.

Aos 20 minutos do segundo tempo, Marlon foi derrubado dentro da área por Léo Ortiz e o pênalti foi marcado. Na reclamação, Brenner esbarrou no árbitro, que expulsou o centroavante colorado. Porém, na hora do pênalti, brilhou a estrela do garoto Keiller. Gilmar bateu forte no canto esquerdo e o goleiro voou na bola, espalmando para o lado. Um lance inesquecível para o jovem goleiro em sua estreia. Como o jogo já estava 1 a 0 para o Caxias, caso o time da serra tivesse convertido a penalidade, estaria classificado para a final do Gauchão.

Mesmo com um jogador a menos até o apito final, o Inter foi pra cima e pressionou o Caxias, porém a decisão acabou indo para a decisão por pênaltis. Todos os cobradores colorados acertaram: D’Alessandro, Victor Cuesta, Valdívia, Nico López e Diego. Pelo lado do Caxias, Jajá, Reis e Júlio César também converteram, mas Marlon parou nas mãos de Keiller, garantindo o Inter em mais uma final de Campeonato Gaúcho e com chances de buscar o hepta campeonato.

galeria_foto_d2bcccc4139924fe153849de869dfe46

Keiller, o herói da classificação colorada. – FOTO: Ricardo Duarte – Inter Divulgação

FICHA TÉCNICA

Caixas (1): Lúcio; Thiago Machado, Edson Borges, Laércio e Geninho; Marabá (Fredson Baiano), Elyeser, Reis e Warner (Marlon); Júlio César e Gilmar (Jajá). Técnico: Luis Carlos Winck

Internacional (0): Marcelo Lomba (Keiller); Alemão, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Uendel; Anselmo (Diego), Rodrigo Dourado, Edenilson (Valdívia) e D’Alessandro; Nico López e Brenner. Técnico: Antonio Calos Zago.

Local: estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Gol: Júlio César, aos 25 minutos do primeiro tempo (C).

Arbitragem: Daniel Nobre Bins, auxiliado por Maurício Penna e André da Silva Bitencourt.

Cartões amarelos: Laércio, Wagner e Gilmar (C); Alemão, Léo Ortiz, Victor Cuesta, Uendel e D’Alessandro (I).

Cartão vermelho: Brenner (I).

Deixe um comentário

Copa do Brasil – Pra botar no DVD!!!

#poenodvd

Põe no DVD agora gambazada!!!

Em jogo histórico, de pura superação e com show de Marcelo Lomba, foi assim a classificação do Inter à próxima fase da Copa do Brasil.

Mesmo com uma boa atuação coletiva, o Inter saiu atrás do placar na Arena Corinthians logo cedo, aos 7 minutos do primeiro tempo, Maycon anotou para o time alvinegro. Apesar dos desfalques de D’Alessandro e Edenilson, lesionados, e Carlinhos, suspenso, o Inter conseguiu chegar ao empate no segundo tempo, através de um gol contra do lateral Fágner, quando o mesmo tentou cortar um chute forte cruzado de Nico López.

Nos minutos finais da partida o Corinthians veio pra cima, porém a partida acabou indo para a decisão nas cobranças de pênaltis, já que o placar foi o mesmo do Beira Rio. Coube a Brenner o primeiro tiro, que foi convertido com qualidade. Jadson igualou para o Corinthians. William chutou para fora a segunda cobrança. Em seguida, brilhou a estrela de Lomba, ao defender o chute de Maycon. Valdívia fez 2 a 1 para o Inter. Jô também converteu, igualando novamente. Víctor Cuesta fez a sua parte. 3 a 2. Marquinhos Gabriel chutou a quarta cobrança e Lomba defendeu com os pés!!! Léo Ortiz bateu o quinto chute e Cássio também defendeu. Fágner bateu o quinto tiro e converteu. 3 a 3.

Nas cobranças alternadas, Diego, que havia entrado no lugar de Nico López no tempo normal, fez a 4 a 3 para o Inter. Guilherme Arana chutou para fora a cobrança derradeira! A classificação era do Inter! A festa foi colorada na casa do Corinthians!

galeria_foto_6164628819c3acf2e56a7d02b7d4e626

Grupo comemora com Marcelo Lomba ao final dos pênaltis. – FOTO: Ricardo Duarte – Inter Divulgação

Deixe um comentário

Gauchão 2017 – Semifinal (1º jogo) – Inter 1 x 0 Caxias

galeria_foto_98b4b831f08079677ad07345f560eac2

Dourado, o nome do gol. FOTO: Ricardo Duarte, Inter Divulgação.

Em jogo disputado no dia do aniversário do D’Alessandro, o Inter venceu o Caxias pelo placar mínimo  de 1 a 0, além de uma atuação bem abaixo daquela apresentada contra o Corinthians, na última quarta-feira. Antes mesmo da bola rolar, o Inter perdeu o volante Edenílson por lesão sentida no aquecimento. Inclusive o mesmo é dúvida para o segundo jogo das semi finais contra o mesmo Caxias, no próximo domingo (23/04).

O Inter foi melhor somente no primeiro tempo, chegando ao gol através de Rodrigo Dourado, aos 18 minutos. No segundo tempo o jogo foi praticamente todo do Caxias, pressionando o colorado, que mais uma vez piorou depois das substituições do nosso treineiro.

Ficha técnica:

Internacional (1): Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Roberson, D’Alessandro (Alemão) e Uendel (Anselmo); Nico López (Valdívia) e Brenner. Técnico: Antonio Carlos Zago.

Caxias (0): Marcelo Pitol; Gian, Geninho, Edson Borges e Márcio Goiano (Laércio); Marabá, Elyeser, Júlio César (Kanu), Wagner e Reis; Gilmar (Nicolas). Técnico: Luís Carlos Winck.

Gol: Rodrigo Dourado (I), aos 18min do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Rodrigo Dourado, Roberson, William, Valdívia (I); Marcelo Pitol, Wagner, Gian (C). Expulsão: William (I).

Total Público: 21.154.
Pagantes: 18.278.
Menores: 1.607.
Não pagantes: 1.269
Renda: R$ 714.277,50.

Arbitragem: Roger Goulart, auxiliado por Rafael Alves e Lúcio Flor.

Local: Beira-Rio.

Deixe um comentário

Copa do Brasil – Inter 1 x 1 Corinthians

Apesar de ter feito uma das melhores apresentações no ano de 2017, até o momento, o Inter não passou de um empate em 1 a 1 com o rival Corinthians, pela 4ª fase da Copa do Brasil. Romero abriu o placar e Rodrigo Dourado empatou para o Colorado. Agora, o Inter precisa de uma vitória simples ou empate a partir de 2 a 2, na próxima semana, em São Paulo, para avançar às oitavas de final do torneio. Novo empate em 1 a 1 levaria a decisão da vaga para os pênaltis.

Quase 40 mil colorados viram o Inter jogar de igual para igual com o bom time do Corinthians, numa partida emocionante e recheada de lances de perigo para ambos os lados. Marcelo Lomba fez grandes defesas e garantiu que o Inter siga vivo para São Paulo, na partida de volta dia 19/4 às 21:45, na Arena Corinthians.

galeria_foto_5d5101e7dc6eb819c21a6b4b42118a81

Lomba executando um de suas grandes defesas no jogo. FOTO: Ricardo Duarte, Inter Divulgação.

Ficha técnica:

Internacional (1): Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Edenilson (Felipe Gutiérrez), D’Alessandro e Uendel; Nico López (Valdívia) e Brenner (Carlos). Técnico: Antonio Carlos Zago.

Corinthians (1): Cássio; Fágner, Balbuena, Pablo e Arana; Maycon (Camacho), Gabriel, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel (Giovanni Augusto)(Léo Jabá) e Romero; Clayton. Técnico: Fábio Carille.

Gols: Romero (C), aos 7min do segundo tempo, Rodrigo Dourado (I), aos 12min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Víctor Cuesta, Carlinhos (I); Fágner, Maycon, Arana (C).

Total Público: 37.259.
Pagantes: 34.350.
Menores: 1.142.
Não pagantes: 1.767
Renda: R$ 1.019.637,50.

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhaes, auxiliado por Luiz Claudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (trio carioca).

Local: Beira-Rio.